sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Seja bem vindo 2011!

Tem um novo ano chegando, e com ele novas expectativas e sonhos.
Nessa etapa é bem comum você ver na internet, revistas e jornais "o que fazer para começar bem o novo ano", "dicas para um novo amor", e coisas parecidas.
Ano após ano, as pessoas querem começar o próximo buscando algo novo. Fazem planos, desejam umas as outras coisas boas como felicidade, paz, e o típico "Feliz Ano Novo"!
Eu não sei o que você vai buscar nesse próximo ano, mas de uma coisa tenho certeza: A busca será infindável se ela não começar pela presença de Deus.
"Buscai primeiro o reino de Deus, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas."
Mateus 6:33
Quando primeiro buscamos a presença de Deus na nossa vida em cada começo, meio e fim de ano, já estamos automaticamente acrescentando a felicidade, amor e tantas outras coisas que as pessoas correm atrás.
Que nesse novo ano e em todos os outros, possamos colocá-lo no centro de nossas vidas, pois sendo assim, todas as outras coisas estarão presentes também.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Então é Natal.. ♪

Natal..
Fico feliz pois é uma data que todos se reunem com alegria e festa.
Fico triste pois para muitos, é a única data do ano em que se lembram de Jesus e para outros nem disso se lembram.
Posto esse vídeo para lembrarmos o real sentido desse dia tão especial. Que todas as boas coisas que estão presentes nas reuniões familiares nesse dia estejam presentes em todos eles. Que saibamos ser gratos não só no dia 24 e 25 e, principalmente, que não seja só uma grande festa com comidas e bebidas, mas sim a lembrança do amor de Deus por nós ao enviar seu único filho.
video

domingo, 5 de dezembro de 2010

Viver

Essa semana fui confrontada com a pergunta: "O que é viver?"
Não sei se acontece com todos, mas sempre que me perguntam algo e eu não tenho uma resposta concreta, fico refletindo naquilo até encontrar pelo menos um esboço.
E depois de tanto pensar, posso dizer que até aqui pude ver que viver é aprender. Não é atoa que sempre me dizem "Você ainda é jovem, tem muito o que aprender."
E é verdade. Quanto mais vivemos, mais aprendemos, e mesmo assim chegamos ao fim da vida reconhecendo que não sabemos tudo.
Creio que Deus nos fez assim, com uma inteligência incrível, mas impossível de chegar a perfeição, para dependermos dele.
Quanto mais o tempo passa, mais inteligente o homem fica, mas ainda assim ele não é capaz de responder todas as perguntas, de achar solução para tudo, nem cura para todas as doenças.
Deus faz isso para que depois de tanto batalharmos atrás de respostas, vermos que só Ele as tem. Para dependermos da fé quando a razão não consegue fazer mais nada.
Creio que quando aprendermos isso é que começamos a viver, pois esse é o primeiro passo. Daí para a frente, você encontra quem pode responder todas as suas perguntas e com Ele pode continuar aprendendo a cada dia os mistérios da vida.
Estar com Deus é passar por lutas e aprender. Ter vitórias e aprender. E se queremos viver aprendendo, não há com quem fazer isso de forma melhor.

sábado, 23 de outubro de 2010

Escravidão

É realmente engraçado como Deus usa situações diárias para me chamar atenção para algo.
Um dia em sala de aula discutíamos a relação do homem com a tecnologia, e vimos uma imagem onde o homem estava acorrentado a um computador, caracterizando a escravidão que hoje a maioria de nós (se não todos) somos submetidos pela tecnologia.
Os sentimentos são expressados virtualmente, uma conta é paga sem ir ao banco, uma comunicação é feita por telefone, internet ou celular, arquivos e dinheiro são importados através de tecnologias avançadas para perder menos tempo... e assim somos dominados.
Foi aí que Deus me fez refletir que eu, influenciada pela sociedade moderna, também me deixo escravizar várias vezes a algumas dessas tecnologias, principalmente o computador.
Essa escravidão torna-se pior na minha vida porque quando eu permito, pode tomar o lugar de Deus no meu tempo diário.
Não só as tecnologias, mas também o estudo e o trabalho exaustivo, as atividades extras e vários outros afazeres tomam esse espaço no nosso tempo que hoje em dia é tão corrido e tão curto.
Na hora, Deus me fez lembrar de um versículo que eu gosto muito em I Coríntios 6:12 :
"Eu poderia dizer: 'posso fazer qualquer coisa' mas não vou deixar que nada me escravize."
Paulo nos diz que não há nada que não possamos fazer, mas não podemos deixar-nos ser dominados por nada.
Uma palavra que busco muito é equilibrio, porque creio que a maioria das coisas feitas ao extremo ou com pouco interesse causam insatisfação.
Temos que assumir na nossa vida o primeiro lugar a Deus. Os outros afazeres e diversões são necessários, contanto que sejam feitos da forma e na medida certa.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Crianças

A data delas já passou, mas como eu sei que elas tem todos os 365 dias para elas, isso se torna só um pretexto pra escrever sobre essas criaturas tão lindas de Deus!
Eu AMO crianças. Amo porque vejo nelas simplicidade, inocência, confiança, carinho, e poderia citar mais milhões de características lindas que cada uma tem dentro de si.
E com tantas qualidades, não é atoa que Jesus as cita na bíblia.
“Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças.” Mateus 19: 14
Às vezes achamos que elas têm muito a aprender com a gente, mas na verdade nós temos muito a aprender com elas, como Jesus mesmo disse. Digo por mim que trabalho com o ministério infantil o quanto já aprendi com cada criança.
Procuro ao máximo ter a mesma felicidade que a maioria encontra com pequenas diversões. Não é muito difícil você atrair o olhar de uma criança e arrancar um sorriso.
Procuro ter a mesma inocência. Achar que tudo é simples mesmo que não seja, e que no fim tudo vai acabar bem.
Procuro ter a mesma confiança que elas tem nos pais com meu Pai Celestial. Se o pai está perto, não há o que temer.
Procuro ter a mesma simplicidade. Para a maioria, não é preciso ter muita coisa para fazê-la feliz. Um teatro, um abraço, um brinquedo feito a mão ou uma história contada faz com que elas se sintam muito satisfeitas.
Não lembre delas somente no dia 12, não se satisfaça apenas em comprar presentes.
Passe tempo, brinque, sorria, cante e dançe sempre quando puder.
A convivência com criaturas tão simples nos torna simples também. Além de termos o Reino do Céu sendo como elas, ganharemos delas aquilo que é mais importante: amor.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Santos de calça jeans

"Precisamos de Santos sem véu ou batina.
Precisamos de Santos de calças jeans e tênis. Que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.
Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se "lascam" na faculdade.
Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.
Precisamos de Santos modernos, Santos do século XXI com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.
Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças socias.
Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.
Precisamos de Santos que bebam Coca-Cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem discman.
Precisamos de Santos que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer pizza no fim-de-semana com os amigos.
Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.
Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.
Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo mas que não sejam mundanos".
Papa João Paulo II.

domingo, 12 de setembro de 2010

Qual o tamanho da sua fome?

Há vários tipos de fome.
Há aquela que não incomoda, é pequena e pode esperar um certo tempo para ser saciada. Há outra que não te deixa pensar em outra coisa, e que 5 minutos de espera para chegar a hora de saciá-la se torna uma eternidade.
Há pessoas que raramente sentem fome, e quando sentem, qualquer pouca comida é o suficiente.
Há outras que sentem fome o tempo inteiro, mesmo quando acabaram de ter alguma refeição.
Em qual dessas situações se encontra sua fome por mais de Deus?
Fome de conhecer mais da palavra, de estar perto dele contando como foi o dia, dizer quais são suas necessidades e o quanto Ele é importante no seu dia-a-dia.
Você pode ficar um dia inteiro sem se incomodar com aquela fomezinha, fica extremamente ansioso para poder chegar ao único que pode te saciar, ou nem sequer sente tal fome?
Certamente se sua fome é enorme, pouca coisa não o sustentará; e se ela não for tão grande assim, qualquer coisa simples será o suficiente.
Se há algo que me anima é saber que independente do que sou ou que faço, em qualquer hora do dia ou da noite que eu me voltar para Deus um banquete estará me esperando.
Um banquete de amor, de palavras preciosas, de alegria e conforto.
Apesar dele estar ali, é a minha fome, o meu interesse, que o fará procurá-lo ou não.
Ele não dará menos do que seu coração anseia, afinal como Pai Ele não quer ver nenhum dos seus filhos insatisfeitos. Mas Ele quer que essa fome como a nossa natural, se renove sempre.
Na verdade, seu Espírito sempre terá fome de algo, ele sempre precisa se saciar. E, se não encontrar algo em Deus, procurará amor, felicidade e satisfação em outros lugares. Consequentemente, acabará enchendo-se, enchendo-se e acabará se sentindo vazio pois Deus é o único que sacia todas as necessidades por inteiro!
Talvez agora você esteja sentindo uma fome incomodar, e tenha se lembrado que não deu atenção à ela hoje.
A boa notícia é: vire-se para Deus e lá estará a porção que Ele preparou de acordo com o que o seu coração precisa!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O Convite

Estamos há tempos nos dividindo em grupos, etnias, religiões. Sem muito espanto concebemos a idéia de que credos e cores nos afastaram na tentativa de nos aproximar das pessoas com as quais nos parecemos mais. É preciso pensar, no entanto, se realmente as pessoas com as quais nos relacionamos melhor são aquelas cujo tom de pele se parece com o nosso ou cuja crença em tudo se assemelhe a nossa.

O Senhor nos fez irmãos. Todas as formas de divisão que estabelecemos ao longo da história da humanidade nos remetem a idéia de que existe uma relação de superioridade, como se realmente fosse possível classificar uma raça (idéia já extinta com o advento dos estudos biológicos), um sexo ou uma religião como superiores á qualquer outra. Certa vez, escreveu Jaime Nunes, no seu manifesto cristão:

"Se você já se reconheceu um pecador perdido, destituído da graça de Deus, e dependeu exclusivamente de Cristo para ser salvo, então você é meu irmão em Cristo. A par disto, não me interessa se você é da Assembléia de Deus, da Batista, Metodista, Adventista, se da Comunidade de Graça, da Congregação Cristã do Brasil, Presbiteriana, Luterana, se da Graça de Deus, da Renascer em Cristo, Deus é Amor, Quadrangular, se da Pentecostal ou se de outra denominação qualquer. Não me interessa se você se considera protestante, evangélico, crente, ou cristão, simplesmente.Se você crê que Jesus Cristo é o Salvador absoluto, o único que pode libertar o homem das algemas do pecado, então você é meu verdadeiro irmão. A par disto, não me interessa se você é pentecostal, congregacional, tradicional, , se reformado, renovado, carismático, ou mesmo "gospel". Não me interessa se você é ortodoxo, conservador, se moderno, liberal, ou mesmo da 'vanguarda cristã'."

Eu diria mais. Diria que, ainda que você não tenha até agora reconhecido os seus pecados e ainda não tenha se dado conta da graça que é ter o Senhor como seu melhor amigo, ainda assim tens aqui alguém que te considera um irmão em Cristo. Não nos cabe julgar qualquer que seja o comportamento alheio. Não que essa seja uma tarefa fácil, pois cada dia mais cercados de diferenças e novidades, somos carregados de um sentimento de estranheza em relação áquilo que não nos parece comum ou benéfico. Muitas vezes caímos na tentação de fazer julgamento sobre aspectos da vida pessoal e de cada uma das escolhas dos nossos irmãos, preocupando-nos mais em criticá-los do que orientá-lo acerca daquilo que acreditamos ser mais prudente.
O convite é para que nossas mentes estejam abertas e nossos corações repletos de amor para doar sem pedir nada em troca. Não há distinção de cor ou raça que possa ser maior que a força da amizade ou do amor. Não queremos perpetuar o mal que se alastra em países do mundo onde a religião é motivo de guerra entre aqueles que o Senhor fez uma vez e sempre irmãos.

Por Marina Maciel.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Fuja da montanha russa!

Tenho a impressão de que quanto mais o tempo passa e as coisas se tornam passageiras, mais nos tornamos inconstantes.
Raramente conseguimos manter a mesma postura ou escolha por muito tempo.
Na maioria das vezes...
Se queremos emagrecer, a dieta não dura 1 semana.
Se queremos entrar em um novo curso, fazemos alguns meses e nos cansamos.
Se decidimos ler um livro, lemos algumas páginas e o largamos de lado.
Me parece tão difícil manter algo por muito tempo hoje em dia!

Isso é ainda mais visível nos jovens e adolescentes, talvez por carregarmos a fama de "rebeldes", hoje gostamos de ir só aqueles lugares e conservar só aquele grupo de amigos, amanhã esses amigos já não combinam tanto e descobrimos lugares melhores. Temos a maior vontade de estudar, e logo essa vontade vai passando e as notas pioram. E isso se aplica também a nossa vida com Deus.
Hoje decidimos ler a bíblia todos os dias, e logo alguma outra coisa toma o lugar desse afazer. Decidimos largar mão de algo que sabemos que não nos acrescenta em nada para estar mais com Deus e logo aquilo já retomou o seu lugar na frente dele. Nós não conseguimos ficar muito tempo servindo e amando, orando e lendo, pois sem perceber o que nossos amigos e o mundo nos oferece toma o lugar de Deus.
Vivemos literalmente uma montanha russa. Hoje queremos estar sempre gratos à tudo que Ele já nos deu, cantando e orando no topo da montanha, e ao longo do tempo esse ritmo diminui, diminui até quando percebermos há quanto tempo não fazemos nada disso, chegando a alcançar o chão tamanha foi a queda.
Eu também sofro com isso, é algo sutil que chega sem perceber, mas baseio-me no versículo que diz: "Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!" ICr 10:12
Não permita-se viver uma montanha russa com Deus, onde você vai e volta a ser melhor várias vezes, pois não é isso que Ele deseja. Quando perceber que o ritmo está diminuindo, volte ao topo.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Ele escolheu ser como nós

Imagine que a notícia mais comentada do jornal de hoje fosse a "bomba" do século XXI: Carlos Slim Helu (considerado o homem mais rico do mundo) escolheu abrir mão de , todo o dinheiro que tinha, o conforto da belíssima mansão que morava e tudo que tinha feito durante a vida para chegar aonde chegou, para simplismente viver como um homem comum. Andar com homens mal vestidos, pessoas com doenças contagiosas, ladrões, mulheres prostitutas, e todo tipo de pessoa que o mundo não considera importante. Imaginou o escândalo?? A indignação de milhares de pessoas que desejariam estar no lugar dele, e ele simplismente abrir mão de tudo? E, mais do que isso, por motivos que não parecem ter o menor sentido. Afinal, se você tem todo o poder em suas mãos, e pode ter tudo o que quiser, para quê se importar com quem nunca teve essa oportunidade? Por mais que pareça, não, isso não é conto de fadas nem um mundo muito longe daqui. Isso realmente aconteceu. Mas não foi com Carlos Slim. Foi com alguém muito mais poderoso e que tinha poderes e confortos muito maiores do que ele ou qualquer outro homem que venha a ocupar o cargo de mais rico do mundo possa alcançar. E o mais incrível é que não houve escândalo algum ou noticias espalhadas em todo lugar. Muito pelo contrário, muitas pessoas são indiferentes à essa noticia. E esse homem foi Deus. Mais do que uma mansão avaliada por bilhões de dólares, ele abriu mão de ruas de ouro. Mais do que uma BMw ou qual seja o carro que muitos sonham em ter um dia, ele abriu mão do trono celestial. Mais do que o lugar mais bonito do mundo, ele abriu mão de onde a paz reina, onde não há iniquidades, enfermidades ou ambição. Mais do que ser o homem mais influente do mundo somente por ter muito dinheiro, Ele era quem fazia o sol parar e o vento cessar, quem mandava chuvas ou calor. Ele podia influenciar tudo e qualquer coisa. Mas Ele abriu mão de tudo isso, somente para ter a nossa amizade. Ele entregou o seu único filho à morte, por pessoas que ninguém percebe a presença e não vê nenhum valor. Ele sabia que para ter a paz verdadeira, eu e você hoje precisávamos experimentar uma vida real com Ele. E mesmo que isso lhe custasse uma vida que Ele tanto amava, Ele escolheu pagar o preço porque "assim como um só pecado condenou todos os seres humanos, assim também um só ato de salvação liberta todos e lhes dá vida." Rm 5:18 Talvez isso ainda não seja real, nem todas as pessoas viram o verdadeiro valor desse sacrifício, mas esse é o Seu maior sonho: ter a vida de todos seus filhos. Um ato tão maravilhoso de amor não merece ser desprezado, não deve ser visto como um simples sacrifício, e sim como a certeza de que temos alguém que se importa conosco, mesmo quando não vemos interesse de ninguém, que deseja a nossa amizade mesmo quando erramos e sabendo de cada um dos nossos defeitos. Ele quis passar os sofrimentos, problemas, derrotas e dificuldades que nós enfrentamos todos os dias, mesmo sendo Deus. Você já ouviu alguém mais velho dizer: "Eu sei como é porque já fui da sua idade e já passei por isso." ? Assim mesmo Jesus fala conosco. Não há algum problema, algum sofrimento ou tentação que você passe que Ele não saiba o que é, ou não tenha passado de uma forma muito pior. Ele enfrentou tentações,humilhações e dificuldades para hoje poder ajudar em qual for o problema que tivermos. Esse ato nos leva à intimidade, a escolha de poder falar com Ele a qualquer hora do dia sem precisar de nenhum esforço e poder contar com Suas palavras de conforto. Esse é o verdadeiro motivo que me leva a entregar tudo o que sou e o que tenho, porque "Ele preferiu morrer por mim do que ter que viver sem mim."

terça-feira, 6 de julho de 2010

sábado, 26 de junho de 2010

Olhe para o lado!

Engraçado que hoje estava tudo pronto pra postar outra palavra aqui, e de repente vi essa imagem em um blog, que me fez refletir muito. Semana passada em uma aula discutíamos que o governo do Brasil preocupou-se em ajudar a Grécia e o Haiti quando ambos estiveram em crises, talvez para passar a imagem para os países de fora de um país 'solidário'. Dissemos que agora queríamos ver a mesma boa ação quando a crise está dentro do nosso próprio país, em Alagoas e Pernambuco. Agora olhando para essa imagem, pensei da mesma forma, mas conosco. Tantas vezes sonhamos em fazer missões para ajudar a pobreza da África, a perseguição da Ásia, o individualismo na Europa e desastres como o ocorrido no Haiti. E quantas outras vezes nos preocupamos com a pobreza próxima ao nosso bairro, na nossa cidade? Deixamos de olhar para o que está debaixo do nosso nariz para olhar países e continentes de fora, como se lá a importância fosse maior. Não é preciso ir muito longe para se deparar com pessoas que precisam, no mínimo, de amor. E é aí que a missão começa, é ai que a "África" está! Ficamos esperando chegar a nossa hora de fazer uma grande viagem para países pobres, ou termos dinheiro o suficiente para ajudar em alguma crise no exterior e esquecemos que nem sempre é preciso somente a ajuda financeira e não precisamos sair de onde estamos. Talvez aos olhos dos outros, você possa encher a boca e dizer "Eu ajudei o Haiti" e causar uma boa impressão. Essa frase pode não ter o mesmo impacto se for trocada por "Eu dei uma palavra de conforto a quem achava que a vida estava perdida." O que esquecemos é que não precisamos impressionar ninguém, e sim agradar o coração de Deus. Para Ele não importa aonde você trabalhou, e sim como e com quem.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Qual a sua reação?

Sorrisos, conversa, amigos, uma boa música... engraçado como festa de criança é sempre assim! Mas há a hora mais esperada pelo aniversariante: Abrir os presentes! Normalmente, ela corre em direção ao melhor presente, com a maior caixa, o laço mais bonito e o embrulho mais chamativo e deixa para o final aquele cuja embalagem não chamou atenção, ou à primeira vista é pequeno e pode ser deixado para depois. Há brilho nos pequenos olhos, quase sentimos o coração dela batendo acelerado, quase podemos ver em seu rosto as 300 possibilidades de presentes dentro daquela caixa enorme. E quando o presente é finalmente aberto, ver a expressão de satisfação por ter ganho o que tanto esperou é indescritível. Sabe, quando 'abrimos' nosso presente, que é a presença de Deus, não deveríamos nos sentir assim? Ansiosos em chegar a hora, pois sabemos que grandes revelações nos aguardam. Sentir o nosso coração acelerado, pois estamos na presença daquele que se entregou por mim, que está pronto para me ouvir e me aconselhar. E, quando o sentimos perto, 1000 possibilidades do que podemos descobrir ou sentir... "Como é grande essa caixa!" - pensa a criança. "como é grande esse Deus" penso eu. Todos nós já ganhamos esse presente, mas cada um "criou sua embalagem". Para alguns, como para mim, é o maior de todos eles, com o melhor laço e melhor embalagem. Mas outros viram como um presente que pode ser deixado para abrir por último, quando a necessidade vier. Nosso presente pode ser guardado, pode esperar a hora em que quisermos abrir. Mas ele sempre estará lá, no mesmo lugar, esperando ser aberto e usufruido todos os dias. Assim como uma criança que abre o seu grande presente, somos nós descobrindo o coração de Deus!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Por quê?

Essa talvez seja a palavra que mais usamos em nossa vida. Usamos tanto que na nossa língua a temos de quatro jeitos diferentes. Fazemos perguntas a nós mesmos e a Deus o tempo todo. Por que estamos aqui, por que aconteceu comigo, por que tenho isso, por que nascemos assim... Nossa primeira reação a algo que não vemos sentido é perguntar o porquê. Os israelitas não entendiam o propósito de vagarem tanto tempo em um deserto quente e com vários obstáculos, mas Moisés confiava que Ele sabia o porquê e não iria decepcioná-lo. Talvez você também não tenha dúvida de que Deus sabe o porquê de todas as coisas, mas temos o costume de querer saber PORQUE Ele não nos diz direitinho o porquê quando questionamos. Como uma criança comum, eu costumava perguntar o porquê de todas as coisas, e em muitas vezes meu pai respondia: você ainda é muito nova para entender. Creio que acontece o mesmo com Deus. Às vezes somos pequenos demais para compreender o tamanho dos planos que Deus quer realizar e nos dedicamos somente a questionar. Mesmo que seja um momento conturbado, de confusão, Ele tem a resposta e o propósito. Cabe a nós, assim como Moisés, aquietar o coração e confiar que no fim, todas as coisas vão cooperar para o nosso bem. " Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano." Romanos 8:28

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Onde fazer a diferença?

Há uma ilustração que faço com as crianças. Pego uma vela e acendo com a luz do cômodo acesa, e pergunto: a luz da vela fez alguma diferença? E elas respondem, obviamente, que não. Apago a luz e continuo com a vela acesa, e volto a perguntar: E agora, fez alguma diferença? e eles respondem que sim, sem a luz da vela não enxergaríamos nada no meio daquela escuridão. Jesus diz em Mateus 5:15: "Ninguém acende uma lamparina para colocá-la debaixo de um cesto. Pelo contrário, ela é colocada no lugar próprio para que ilumine todos os que estão na casa." Creio que em uma igreja, temos diversas velas acesas com o fogo de Deus. É necessário que ela seja reacesa caso esteja se acabando por outras "velas" que estão com mais força. Mas muitas velas acesas no mesmo lugar não fazem a diferença que elas fazem em um lugar completamente escuro. Fomos chamados para sermos luz em meio às trevas, e sabemos que o mundo em que vivemos habita em escuridão. Pessoas cegas por essa escuridão precisam enxergar alguma luz, e essa luz é Jesus, que vive em nós. É ótimo poder abençoar alguém que está fraco na fé, mas melhor ainda é poder ter alguma palavra de esperança quando alguém se encontra perdido. É ótimo cantar e pular dentro da igreja, mas melhor ainda é cantar músicas que digam o quanto Deus é maravilhoso enquanto as pessoas ao seu redor cantam músicas cada vez mais chulas. Devemos fazer a diferença onde os perdidos precisam de nós. Deus não dá palavras, visões, sonhos, para ficarem guardados e quem sabe um dia serem usados. O momento é agora, as pessoas são essas e as oportunidades são cada vez maiores.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Chega!!

Cansei de doutrinas inventadas pelo homem. Cansei de aparências e denominações. Deus é tão simples, porque insistem em dificultá-lo? Não é preciso ser isso ou fazer aquilo para ser aceito por Ele. Não é preciso ter essa ou aquela religião para ser mais abençoado. Não é preciso fazer essa ou aquela oração para que Ele ouça e responda. Eu tenho provado que, quando seu coração está verdadeiramente voltado para Deus, pouco importa todo o resto. Ele não se importa com o jeito que você veste, com o que você representa aos olhos dos outros, que cargo ocupa na igreja ou no trabalho. Ele conhece e quer ver a intenção do seu coração somente. Salmos 119:9 diz: "Como pode o jovem manter pura sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra." Quando a palavra se torna um guia para a vida, todo o resto é consequência. Lá há tudo o que Deus espera de nós de verdade, não o que os homens inventaram para tentar agradá-lo. Eu me recuso a seguir aquilo que não condiz com a Verdade. Dogmas e doutrinas precisam ser quebrados, porque Deus é simples! "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará." João 8:32

quarta-feira, 21 de abril de 2010

O que levar?

Vivemos uma fase em que mudamos constantemente. Hoje gostamos do nosso cabelo, amanhã mudamos a cor ou o estilo. Hoje estamos perdidamente apaixonados, amanhã está tudo acabado e sentimentos estão jogados. Hoje tenho um melhor amigo que sei que será eterno, amanhã ele me decepciona e não conversamos mais. Podemos pegar fotos nossas de pouco tempo atrás e ver como mudamos, e elas só nos mostram as mudanças físicas, pois mudamos ainda mais o psicológico. Gostamos e desgostamos de algo ou alguém com uma facilidade incrível. Mudamos de opinião, estilo e modo de agir a toda hora. Vivemos em um mundo onde tudo muda rapidamente. O mundo muda, a história muda, a moda muda, a estação muda, a tecnologia muda. Tudo muda em um intervalo de tempo cada vez mais rápido! Hoje tenho o celular mais prático, caro e com mais funções, amanhã aparecerá outro mais caro, menor e com funções mais modernas. Diante de tanta mudança, o que podemos levar para sempre? O mundo diz que esse para sempre não existe, exatamente por essa constante transformação do que é bom ou ruim, mas eu não posso acreditar nisso. Quando era criança, eu aprendi que acima de família, amigos ou qualquer outro amor eu deveria amar a Deus. De lá até aqui muitas coisas mudaram no mundo, e principalmente em mim, mas continuo crendo e vivendo essa afirmação. Bens materiais, estilos, pessoas, conceitos e tudo o mais tem cada vez menos tempo de estabilidade. Se hoje isso é correto, amanhã não será. Se hoje todos usam isso, amanhã usarão aquilo. Não há nada que eu possa levar até o fim da minha vida que eu sei que não mudará e nem se acabará com o tempo se não for o amor de Deus. Faço minhas as palavras de André Valadão na música que diz: "Tudo pode passar, tudo pode mudar, mas Tua palavra vai se cumprir." "Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro; nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor." Romanos 8:38-39

sábado, 10 de abril de 2010

Eu prefiro ser diferente!

Eu prefiro ser diferente, se ser normal é quanto mais eu beijar, mais aceito serei. Eu prefiro ser diferente, se ser normal é ficar o mais bêbado possível em uma festa. Eu prefiro ser diferente, se ser normal é usar roupas que mostrem o máximo do que eu deveria guardar. Eu prefiro ser diferente, se ser normal é dançar músicas que desvalorizem sentimentos e pessoas. Eu prefiro ser diferente, se ser normal é se drogar para esquecer os problemas ao invés de enfrentá-los. Eu prefiro ser diferente, se ser normal é desvalorizar meu corpo e entregá-lo nas mãos de qualquer um(a). Num mundo em que jovens procuram ser diferentes pela cor do cabelo, número de piercings e jeito de se vestir, eu procuro ser diferente no modo de agir. Não é pela beleza, não são pelas roupas, não são pelos acessórios. Ninguém verá que eu sou REALMENTE diferente se eu não tiver conceitos e atitudes diferentes do que o mundo prega. Eu não devo me conformar com os conceitos que hoje dão aos jovens. Eu não aceito ouvir alguém dizer que nós nascemos em uma geração perdida, e por isso cresceremos perdidos, pois "pau que nasce torto NÃO morre torto desde que passe pelas mãos do Carpinteiro". Se eu nasci em uma sociedade corrompida, há sim uma salvação vinda de quem me colocou aqui. "Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos." Romanos 12:2

domingo, 4 de abril de 2010

O que você é?

Deus quer que eu seja aquilo que ele me fez para ser. As vezes fingimos tanto.. Fingimos que estamos felizes Fingimos que somos super espirituais Fingimos que estamos muito bem Fingimos até que somos bonitos (e de fato somos mas muitos não acreditam nisso de verdade) Mas sabe, eu sou uma transformação de Deus. Eu sou um milagre de Deus. Quando penso nisso logo me vem à mente "seu testemunho realmente é lindo", mas penso que não é isso que sou. Não sou um testemunho lindo. Realmente tenho um testemunho poderoso mas o meu não é maior nem melhor do que o de ninguém. Porque o milagre de Deus não esta exatamente no que eu era, mas o milagre esta no que sou agora. O fato de eu buscar a Deus diariamente, isso sim é a graça, isso sim é o milagre. É ótimo ter sido transformado, ter um passado e viver um presente completamente renovado, Glória a DEUS por isso. Mas no 1° milagre de Jesus, eu não creio que o principio estava em fazer a água virar vinho, o vinho não era o milagre. O milagre estava no próposito. Jesus fez o milagre para saciar os que estavam naquela festa. O milagre era muito mais do que a água virar vinho, mas o que foi feito com este novo vinho. Pois o vinho seria dispensável se não houvesse festa, se não houvesse a quem servi-lo. É assim também com a minha vida e a de todos que foram tocados por Cristo. Porque toda transformação tem um propósito. Eu sou verdadeiramente um milagre, a água que virou vinho, mas o propósito disso é maior, é trazer glória ao nome de Deus, é ser instrumento nas mãos dele para saciar outros. Somos todos milagres divinos com o propósito de glorificar o nome de Deus e sermos usados por Ele. No fim das contas, somos simples milagres com grandes propósitos.

domingo, 28 de março de 2010

O último milagre

A maioria de nós sabemos que o primeiro milagre de Jesus foi em um casamento e disso temos pregações, palavras e interpretações diferentes. Mas hoje eu quero chamar atenção para o último milagre que Jesus realizou antes de ser levado à cruz. Em Lucas 22:50 diz: "Um deles (discípulos) feriu com a espada o empregado do Grande Sacerdote, cortando a sua orelha direita." e no 51: Mas Jesus ordenou: "Parem com isso! Aí tocou na orelha do homem e o curou." O último milagre de Jesus foi curar a orelha do soldado que mais tarde o levaria à cruz. Essa passagem retrata além do amor aos inimigos que Ele tanto pregou, algo que nós insistimos em fazer: evitar aquilo que Deus tem para nós. Jesus poderia ter deixado Seus discípulos atacarem os soldados para uma confusão se instalar ali e com isso Ele fugir da agonia que o esperava. Parece estranho uma atitude assim quando se trata do nosso amoroso Jesus, mas a situação se torna mais familiar quando olhamos para nós. Quantas vezes Deus nos chama a dar um passo em lugares aparentemente escuros, e sabendo que será doloroso demais, fazemos alguma coisa para fugir ou evitar o sofrimento. Em Mateus 26:53 Jesus diz ao discipulo que cortou a orelha do soldado: "Você não sabe que, se eu pedisse ajuda ao meu Pai, ele me mandaria agora mesmo doze exércitos de anjos?" Ele não nos chama a dar um passo com alguma armadilha preparada, por mais doloroso que o passo aparente ser. Se o sofrimento puder ser evitado, Deus se encarregará de afastá-lo. Caso contrário, não faça por você mesmo algo para evitar aquilo para que Deus tem te chamado, simplismente faça como Jesus o fez: "porém que seja feita a Tua vontade, e não a minha."

segunda-feira, 15 de março de 2010

Ouvindo Deus

Deus faz coisas em nossas vidas que nos surpreendem. Ele move as coisas de uma forma, que às vezes não entendemos de primeira, mas quando esperamos um pouco mais, podemos perceber que “tudo se encaixa” (Romanos 8.28). Tenho passado por um momento de tratamento de Deus, e me sinto como o papel amassado. rss… Vou explicar: Uma vez, nosso pastor em uma reunião, deu um papel em branco pra cada pessoa presente, e pediu que escrevêssemos nele nossos nomes. Depois pediu para levantarmos o papel, e sacudir. O auditório foi cheio por aquele barulho estalado do papel. Depois, ele pediu que amassássemos o papel. Amassamos bem amassadinho, e o abrimos novamente. O pastor, mais uma vez, pediu que sacudíssemos o papel. Em silêncio, balançamos os papéis, mas dessa vez, não houve barulho. Somente um barulho baixinho do vento. E assim, aprendemos algo precioso naquela manhã. Aprendemos que somos muito barulhentos! Mas Deus não quer pessoas barulhentas e vazias. E por isso Ele nos trata. Antes de sermos tratados, falamos demais, vivendo do nosso jeito, empurramos a vida do nosso jeito. Acabamos falando asneiras, fazendo besteiras sem tamanho. Mas aquela famosa frase: “Deus nos aceita como nós somos, mas nos ama demais pra deixar-nos como estamos” é a mais pura verdade! Ele nos trata por completo! Ele nos quebra, (Jeremias 18) até realmente acabar com a mediocridade de nossas vidas, e fazernos viver a abundante vida de Cristo. Quando somos amassados, paramos de fazer o nosso barulho, e ouvimos o Espírito de Deus! O vento do Espírito. E assim, silenciosos, podemos ouvir o Espírito dizer: “…Este é o caminho; siga-o.” (Isaías 30.21). E isso tem me feito refletir. Sinto que até hoje, tenho tentado viver do meu jeito, com a minha força. Mas agora acabou! “GAME OVER!” não tem mais força! Tudo começou a dar errado, pelo menos no meu ponto de vista. Mas isso era Deus me levando para a casa do oleiro, e me consertando. Mudando o rumo da minha vida. Pois o “ponto de vista de Deus”, é bem mais em cima! Ele vê o todo, enquanto só vemos o medíocre mundo que roda em volta de nosso umbigo. Em uma reunião do ministério, do qual nesse tempo pensei em desistir, fiz algo diferente, e ousado pra mim. Coloquei para as pessoas o que se passava em minha vida. Abri o jogo. E a resposta das pessoas foram tão inesperadas! Senti que Deus está começando a “desamassar o papel”. Mas só estou esperando nEle. Às vezes, você pode estar passando por algo que realmente parece estranho. Pode ser que de você não esteja fluindo coisas boas. Mas o Senhor te diz que é tempo de se calar. Deixar Ele fazer a obra dEle, não desanimar, e deixar que Ele desamasse a bolinha de papel que você pode ter virado. Mas quando Ele desamassar, ainda que marcado pelos acontecimentos, você será útil a Deus! Para os outros, você pode parecer inútil (afinal, um papel amassado ninguém quer) mas Deus tem um grande propósito pra você. Minha tia, quando eu era criança, fazia embalagens de presente com papéis amassados! rss. Quem sabe Deus está precisando embrulhar um presente? Um ministério? Você será um lindo instrumento nas mãos de Deus!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Qual o tamanho da sua gratidão?

Lendo um livro essa semana, uma frase me tocou. "Você só considera algo como um favor quando aquilo tem valor para você." Nós sabemos que há vários tipos de gratidão, e eles andam juntos com o tamanho do favor que recebemos, não é verdade? Se você, por exemplo, precisa que alguém vá a algum lugar para resolver algo para você que você não poderá ir porque tem outro compromisso indispensável, e essa pessoa o faz, você certamente ficaria agradecido, mas um simples "MUITO OBRIGADO" resolveria. Mas se você precisa de um recurso para pagar algo, que se não for pago você terá juros altíssimos, você não faz a menor idéia de como fará para consegui-lo tão rápido, e aparece alguém que o empresta, você ficará eternamente grato, pois não sabe o que seria de você se não fosse aquele favor. Qual seria o tamanho da sua gratidão, então, se alguém desse sua vida por você? No meu caso, um mero "muito obrigado" não serve. E essa é a resposta para quando me perguntam porque ser tão "fanática" por Jesus. Se o que temos de mais valioso é nossa vida, e Alguém a entregou por mim, o mínimo que posso expressar em gratidão é dar a minha também. Se você considera aquele sacrifício como um favor, ele tem um valor para você. De acordo com o tamanho desse valor, virá o tamanho da sua gratidão. Experimente apresentá-la para os que te cercam.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

24 horas ON-LINE.

Quantas pessoas dizem ou pensam como teria sido se tivéssemos nascido na época de Jesus. Mesmo sabendo que podemos ver hoje os mesmos milagres e as mesmas libertações,e que Ele prometeu que aqueles que viriam depois fariam mais do que Ele, nós ficamos com uma ponta de curiosidade de como seria ver Jesus em carne e osso, parado na nossa frente multiplicando pães e peixes. Eu penso se isso acontecesse hoje. Naquela época podemos ver, a exemplo de Zaqueu, do paralítico do buraco no teto, o quanto era dificil ter acesso à Ele. Imagine então se isso acontecesse em pleno século XXI, em pleno 2010? Você certamente já viu quando um ator ou cantor(a) famoso(a) está passeando como uma pessoa comum num shopping, por exemplo, ser parado por milhares de fãs que não o deixam até o segurança chegar. Se você soubesse que Jesus estivesse no Oriente Médio, na ponta da Europa, por exemplo, seja qual for o lugar você não tomaria o primeiro avião, não iria apé, faria o impossivel para poder vê-lo de pertinho? Pense o quanto seria dificil pensar em chegar perto dele. Como somos privilegiados com a morte naquela cruz. Não somente pela graça, pelo amor, pelo perdão, pela cura ou pelas dores. Mas também pelo LIVRE ACESSO! Podemos estar com algum problema às três da manhã, e ainda assim podemos acordar e conversar com Ele. Ou mesmo estar dormindo, e Ele falará conosco em sonhos. Seja qual for o horário, seja qual for o dia, se estiver mais pessoas precisando dizer algo ou não, Ele estará online para você. Você não precisará "chamar a atenção", não precisará ir a nenhum lugar específico, enfrentar multidão alguma ou dizer palavras decoradas. Ele simplismente estará onde vc estiver, com ouvidos abertos para ouvir, e palavras certas para dizer. Experimente aproveitar desse livre acesso. Agora mesmo, verifique, e ele estará ON-LINE! ;)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Bem-Vindo!!

Desde o título até o rodapé, tudo aqui foi feito por Deus. Não buscamos outra coisa nesse blog se não for, como Paulo mesmo disse, fazer tudo para a glória de Deus! Quero dar as boas-vindas a você, que está nos visitando agora. Espero mesmo que a partir dessa postagem, você seja extremamente abençoado! Como é novinho, nem tudo está em ordem ainda, não temos tantos tópicos e estamos no primeiro texto, mas ao longo do tempo vamos pegar mais prática, vamos dar mais dicas e vamos nos comprometer em tornar aqui cada dia melhor! Escreveremos sobre diversos assuntos de uma vida cristã, fé, intimidade, comentários sobre algo que está em foco no mundo...Tudo que venha edificar a sua vida! Não nos prendemos em um estereótipo de Jesus, pois sabemos o quanto Ele é criativo e diferente da imagem que o mundo faz dEle. Queremos somente que a partir desse texto, e pelos outros que virão, você abra seu coração para conhecer tudo aquilo que Ele mesmo sonha para você! Seja Bem-Vindo e sinta-se à vontade para comentar, ler, e principalmente se sentir amado!